Jantar a dois… Mas, e aí? Qual Vinho devo escolher?

Vinho e Comida

Convidá-la para jantar pode ser motivo de insegurança para muitos homens. Afinal, escolher um lugar legal, que seja aconchegante e ao mesmo tempo informal não é tarefa fácil… Já com a tarefa cumprida, local selecionado, clima e ambiente perfeito, você decide tomar um bom Vinho para relaxar e descontrair. Daí aparece àquela dúvida: qual Vinho devo escolher?

Mas nada de desespero! Saber definir um bom Vinho que harmonize com o prato e que encante o paladar da companhia não é tão complicado quanto parece.

Para ajuda-lo, listei algumas dicas inspiradas no Blog Sommelier Wine, as quais serão essenciais para o sucesso nas suas escolhas:

1- Começamos da seguinte forma. Assim que sentarem à mesa é de praxe que o garçom, ou mesmo o sommelier do estabelecimento, lhe ofereça a Carta de Vinhos (cardápio). Se isso não ocorrer, solicite-a você mesmo. No caso dos casais, a carta sempre será entregue ao homem. Se estiver com um grupo de amigos, o sommelier dará a carta a apenas um integrante da mesa. Entregue-a para aquele que tenha algum conhecimento ou, então, para o mais descolado da turma. A situação será divertida.

2- Assim que a carta de Vinhos estiver em mãos, analise-a com calma. Pense no que querem comer e no que sua acompanhante gosta de beber. Não hesite em requisitar informações extras sobre os Vinhos da carta para o sommelier. Além disso, não tenha medo ou vergonha de pedir indicações para melhor combinar com os pratos ou com seu gosto. Isso é mais do que normal nos restaurantes.

3- Mas, caso queira montar a sua própria harmonização, veja algumas combinações:

• Pratos encorpados (com carnes, massas e etc) vão bem com Vinhos “potentes”, como o Malbec e Carbenet. Já os pratos mais leves (com saladas e ingredientes suaves) vão bem com Vinhos de “médio corpo” como o Pinot Noir e o Cabernet Sauvignon.

• Peixes grelhados e Frutos do Mar harmonizam com Espumantes, Vinhos brancos e rosês.

• As aves caem bem com Vinhos brancos mais encorpados ou com tintos leves e jovens sem passagem por madeira.

• Para as Massas, os Vinhos tintos leves ou encorpados caem bem. Só dependerá do molho utilizado e do recheio.

• Carnes vermelhas e magras combinam com Vinhos tintos leves. Carnes gordas ou que tenham molhos fortes combinam com Vinhos tintos encorpados.

Viram como não é tão complicado? Com algumas dicas, escolher um bom Vinho e harmonizá-lo com a comida fica muito mais fácil, e o medo de errar desaparece.

Espero que tenham gostado e que coloquem em prática.

Até a próxima!

André Barreto

Nascido e criado nas terras Mineiras. Relações Públicas e Cozinheiro por paixão. Em cada receita, uma experiência com pitadas de surpresa e sabor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *